top of page
  • Mestre das obras

Tapetes, como usar?

1 - Como escolher o tamanho do tapete da sala de estar?

O importante é que o tamanho do tapete - neutro, colorido, estampado ou liso - esteja perfeitamente adequado às dimensões do espaço.

Como é o tapete que demarca o espaço, causa estranheza quando ele é

desproporcional ao tamanho do ambiente.

Assim, um modelo muito pequeno em frente ao sofá pode ficar esquisito, “com cara de capacho”. Mesmo sem regras rígidas, é fácil acertar no tamanho do tapete. Os profissionais aconselham um modelo que tenha no mínimo a largura do sofá e entre embaixo do móvel – mais ou menos até a metade. Assim, as duas peças parecem estar num mesmo plano, eliminando a confusão visual de piso, tapete e sofá. Em um ambiente grande, fica chique usar um tapete que abrigue todos os móveis. Atenção: os tapetes delimitam os ambientes.


2 - Posso usar tapetes redondos?

Tapetes redondos são difíceis de usar. Eles atraem quem se identifica com o estilo moderno. Mas não é fácil distribuir os móveis sobre um tapete redondo.

O ideal é que tudo fique sobre ele e isso só é possível se o ambiente for grande.

Em áreas pequenas, a saída é distribuir vários pequenos.


3 - Qual o tamanho ideal para um tapete que ficará sob a mesa de jantar?

O ideal é cada borda ter 1 metro a mais do que a área ocupada pela mesa.

Você precisa ter espaço para arrastar as cadeiras sem que elas enrosquem no tapete.

Exemplo: se a mesa tiver 1,50 x 1,50 m, o tapete deverá ter 2,50 x 2,50 m.

Em tempos de espaços mínimos nem sempre é possível atender a essa medida.

O mínimo seria 70 cm de sobra. Quanto aos contornos do modelo, os profissionais levam em conta o formato da mesa. Preferimos tapetes quadrados combinados com tampos redondos e quadrados. Já os retangulares se harmonizam melhor com móveis retangulares e ovais. Outro detalhe importante: para se prevenir contra manchas, prefira materiais resistentes a lavagens freqüentes, como os de pura lã e o 100% náilon.


4 - Como usar tapete nos quartos?

Em ambientes com piso de madeira, cerâmica ou pedra, a solução mais interessante é colocar um tapete retangular no sentido contrário ao da cama, de forma que ele fique sobrando nas laterais e na frente – uma versão elegante dos três tapetinhos que antes circundavam o móvel. Nos quartos com carpete, os especialistas recomendam não colocar tapete, pois o revestimento já cumpre a função de aconchego.


5 - Estar, jantar, sala de TV. Como combinar tapetes de ambientes próximos?

Eles não precisam – e nem devem – ser iguais. Senão acabam parecendo um carpete.

Busque um denominador comum entre os modelos: pode ser a cor, a textura, uma estampa ou até a moldura de acabamento. Quanto à distância entre eles, é preciso estudar caso a caso. Tudo depende da disposição dos móveis, volumetria, espaço.

Com bom senso, pode-se mesclar até três estilos diferentes de tapete. Entre os tradicionais, o aubusson (de desenhos e cores suaves e motivos florais) é o mais procurado. Entre os modernos, os artesanais têm feito sucesso. Outra tendência forte é trabalhar com peças de mesmo tom, mas com tramas de alturas variadas. O resultado é uma composição harmônica, com um movimento visual bem agradável.

6 - Tapetes mais peludos vão bem em qualquer ambiente?

Os modelos mais peludos – de náilon, lã, retalhos de couro ou lycra – vão melhor em ambientes contemporâneos. Alfredo de Oliveira, diretor de criação da Punto e Filo, lembra que os tapetes de pêlos altos agradam em locais onde as pessoas ficam descalças, como o home theater e o quarto. Em espaços de decoração mais austera, é preferível usar tapetes baixos – de pele, algodão feito em tear manual, náilon de pêlo curto ou fibras como sisal e seagrass.


7 - Quais os cuidados de preservação?

As dicas de manutenção variam conforme a matéria-prima, mas existem cuidados gerais. Não deixe o tapete exposto ao sol, pois pode desbotar. Atenção aos vasos por perto: a água pode escorrer e mofar o tecido. Nesse caso, ele aconselha limpar a peça enquanto ela ainda estiver molhada. Não deixe juntar pó: as partículas cortam as fibras nas pisadas, diminuindo a vida útil do tapete. Para que isso não aconteça, passe aspirador diariamente no sentido da trama.


10 - O que fazer para evitar escorregões nos tapetes?

Esse tipo de acidente pode ser evitado colocando produtos antiderrapantes embaixo do tapete.


Abaixo algumas fotos de ambientes com tapetes:









bottom of page